Limpando a memória cache

Quando você inicia seu computador tudo flui normalmente, os aplicativos são acessados rapidamente, mas com o passar do tempo e o abrir e fechar de programas seu sistema operacional vai ficando lento, isso acontece porque seu computador vai armazenando dados em sua memória cache durante o uso, esse recurso teoricamente é para que os programas já acessados durante o dia sejam abertos mais rapidamente da próxima vez em que você solicitar seu uso, o grande problema é que muitas vezes isso compromete o sistema e a abertura de novos programas, muitos usuários decidem então reiniciar o sistema para melhorar novamente sua performance ou ficam sofrendo com a lentidão.

Reiniciar é um recurso válido, mas sofrível, na verdade o que a maioria dos usuários de PC’s(até de servidores) não sabe é que não é preciso reiniciar o sistema para resetar sua memória cache, no Mac é até indicado o boot mas também há opção do comando $purge no terminal, apesar do OS X levantar rápido o uso do cache de novo. Vamos aos comando para Windows e Linux:

1. No LinuxEssa dica é bastante útil para servidores

No terminal use os seguintes comandos:

# echo 3 > /proc/sys/vm/drop_caches

# sysctl -w vm.drop_caches=3

2. No Windows Serve para todas as versões

Crie um novo atalho na sua área de trabalho, basta clicar com o direito em algum lugar da sua área de trabalho e clicar em Novo > Atalho

Com a janela do atalho aberta cole esse caminho: %windir%\system32\rundll32.exe advapi32.dll,ProcessIdleTasks

Dê um nome para o seu atalho e seja feliz, basta clicar nele sempre que desejar resetar a memória cache.

3. No Mac OS x

Como dito no segundo parágrafo do post, normalmente a melhor coisa a fazer é realmente reiniciar seu Mac ou comprar mais memória ;)
Porém pode-se usar o seguinte comando no terminal:

$purge

Não acredite naqueles softwares que prometem gerenciar e liberar a memória do seu mac, o que eles fazem é justamente usar o $purge ou limpar algumas bobagens do seu dock ou algo do tipo.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *