Não Faça Documentos Mortos

Elimine a papelada desnecessária

Evitar especificações funcionais é um bom começo, mas não é tudo: é necessário evitar o excesso de papelada em todo o projeto. A menos que um documento vá efetivamente transformar-se em algo real, ele não deve ser escrito.

Construa, não escreva. Se você precisar explicar alguma coisa, tente construir um protótipo em vez de redigir um longo documento. Uma interface de verdade ou um protótipo tende a seguir caminho em direção a um produto real. Um punhado de folhas de papel, por sua vez, somente seguirá caminho rumo a uma lixeira.

Se um documento provavelmente nunca evoluirá para um design real, não se preocupe em escrevê-lo. Se o intuito de um documento é transformar-lo em um modelo, vá em frente.

Documentos que existem separadamente da aplicação são inúteis. Eles não levarão a lugar nenhum. Todos os esforços de projeto devem ser usados na evolução do produto real. Se um documento é congelado antes de se tornar uma peça real, ele está morto.

Ninguém nunca irá lê-lo

Eu sequer consigo lembrar quantas especificações ou documentos de requerimentos de negócio ficaram de escanteio, juntando poeira enquanto minha equipe de desenvolvimento codificava, discutia problemas, fazia perguntas e conduzia testes de usabilidade ao longo de nossos projetos. Também já trabalhei com desenvolvedores que desperdiçaram horas escrevendo longos e minuciosos emails ou documentos de padrões de codificação que sempre acabaram não sendo lidos por ninguém.

Aplicações web não avançam graças a um grande punhado de documentos. O desenvolvimento de software é um processo em constante evolução e que envolve iterações e decisões rápidas, à medida que problemas imprevisíveis aparecem pelo caminho. Nada disso pode ou deveria ser registrado em folhas e folhas de papel.

Não desperdiçe seu tempo escrevendo aquele longo e visionário documento: ninguém irá lê-lo. Console-se com o fato de que, se o seu produto tiver espaço o suficiente para crescer adequadamente, no final ele nem de longe parecerá com qualquer coisa que você tenha escrito sobre ele.

Gina Trapani, desenvolvedora web e editora do Lifehacker, o guia de produtividade e software

Do livro ‘Getting Real’, aqui você encontra a tradução completa em português do mesmo.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *