Usabilidade é também simplicidade

Na Revista Gol desse mês existe uma matéria com o récem nomeado cientista-chefe da IBM, Fábio Gandour, conta um pouco sobre a sua vida, de como deixou de ser médico pediatra em 1986 para virar viciado em computação, resolveu fazer ciências da computação e foi contratado pela IBM em 1990, para vender tecnologia ao setor de saúde: “Tive uma infecção computacional e morri como médico”.

Fala ainda sobre o investimento da IBM em pesquisa científica nas universidades: “Uma boa idéia pode render muito mais que uma fábrica imponente. Se continuarem a não apostar no capital intelectual, vamos ter que nos conformar em exportar café, soja e carne”.

Fábio Gandour é responsável pelo mais recente IBM Next Five in Five, uma lista de inovações que têm potencial para mudar a forma como as pessoas viverão e trabalharão nos próximos cinco anos.

  1. A energia solar é o futuro, será usada inclusive para criar novos materiais.
  2. A partir do DNA, será possível desenvolver um mapa genético e prever quais doenças você poderá desenvolver.
  3. A internet será controlada pela voz.
  4. O comércio eletrônico oferecerá consultores virtuais, que auxiliarão na escolha do melhor produto para suas necessidades, inclusive provar roupas.
  5. Instrumentos para ajudar a filtrar e guardar informações, liberando-as da nossa memória.

Para finalizar, falou uma coisa que sempre repito aos montes por ai, então vindo dele talvez soe mais respeitoso: “As palavras mágicas em tecnologia, hoje, são funcionalidade e usabilidade. Isso requer tempo e o uso de neurônios de uma equipe bem afinada com o objetivo principal: tem que funcionar na mão das pessoas. Assim, a invenção mais usável é aquela mais simples. Usabilidade é diretamente proporcional a simplicidade.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *